top of page

Bruno Peixoto é denunciado ao Ministério Público Federal pelo Elo Social



Na quinta-feira, 01 de junho de 2023, a CESB – Confederação do Elo Social Brasil –, através de seu presidente, Jomateleno dos Santos Teixeira, denunciou o Deputado Bruno Peixoto, presidente da ALEGO – Assembleia Legislativa do Estado de Goiás – junto ao Ministério Público Federal – Procuradoria da República de Goiás, pelos fatos a seguir e que transcreve na integra:



Prezado(a) CONFEDERACAO DO ELO SOCIAL BRASIL,

Sua manifestação foi cadastrada com sucesso!

Em breve, enviaremos novas informações para acompanhamento de sua solicitação.


Número da manifestação: 20230040648

Chave de Consulta: 7d729207e7394474c4dd2e9eec207633

Data da manifestação: 01/06/2023


Descrição:

A presente denúncia é formulada contra o Senhor Bruno Peixoto, presidente da ALEGO - Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, pelos fatos que acreditamos serem crimes eleitorais, senão vejamos:


Deputado Bruno, vem se lançado pré-candidato a prefeito de Goiânia e de forma antidemocrática vem confundindo a função do poder legislativo com o poder executivo.


Primeiramente estendeu os benefícios médicos e assistências que eram apenas para os funcionários da assembleia para toda população, prejudicando os funcionários e invadindo uma competência do poder executivo, já que cabe ao poder legislativo, criar as leis e fiscalizara o executivo e não a execução como vem fazendo Bruno, não satisfeito agora também vai arrumar emprego para todos através de "ao nosso ver", parcerias que são de âmbito do poder executivo e não de legislativo.


Bruno visivelmente está em busca de visibilidade em uma "velada" campanha eleitoral antecipada. Visitamos no dia 01/06/2023 a ALEGO, para buscarmos portaria, leis ou algum fundamento para as decisões monocráticas de Bruno e não logramos êxito junto a presidência da casa o que nos faz crer que ele está tomando estas decisões, totalmente monocráticas, cometendo assim supostamente crime de improbidade administrativa, passível de cassação de liminar de afastamento do cargo de presidente e possível cassação do mandado. Como prova dos fatos juntamos os links das matérias jornalísticas a seguir:




Solicitação:


Solicito que o fato seja apurado nos moldes constitucionais e regimentais para que se apure o que entendemos ser uma campanha eleitoral antecipada invasão das responsabilidades constitucionalmente atribuídas ao poder executivo e fiscalizadas pelo poder legislativo, instaurando-se o competente procedimento jurídico.


Para consultar o andamento da manifestação, favor acessar a página eletrônica do MPF, MPFServiços opção consultar andamento de manifestações, no link: MPFServiços inserir o número da manifestação e a chave de consulta fornecida acima.

Atenciosamente,Sala de Atendimento ao Cidadão - MPF - Sistema Cidadão

Ministério Público Federal


89 visualizações0 comentário
bottom of page