top of page

Presidente da Assembleia Legislativa de Goiás transforma a instituição em fake!

Atualizado: 28 de fev. de 2023


A CESB – Confederação do Elo Social, acusa o presidente da ALEGO – Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, Deputado Bruno Peixoto, de transformar a Assembleia em uma instituição fake, e lhe dá o prazo de 15 (quinze dias) de acordo com a Lei 9051 de 1995, para prestar esclarecimentos sobre pena de improbidade administrativa conforme ofício notificação 060/2023 – GP-CESB.


A instituição oficiou todos os deputados da casa no dia 20 de fevereiro de 2023, sobre a implantação do projeto CSRP – Centro de Socialização, Ressocialização e Profissionalização – Elo Social e por incrível que pareça, nenhum deputado acessou seu e-mail e até o e-mail do presidente da instituição que consta no site oficial abaixo é fake, pois não funciona .

O que deu para perceber é que a instituição por estar errada, as caixas de e-mail não estão funcionando e seria impossível serem todos os deputados inconsequentes e relapsos, caso contrário o irresponsável presidente desta casa que pode ter negligenciado o seu trabalho.


Na data de hoje, dia 27 de fevereiro de 2023, o gabinete da presidência da CESB – Confederação do Elo Social Brasil ficou por 22:42 (vinte e dois minutos e quarenta e dois segundos) tentando falar com esta presidência, pois ninguém atendia sequer o telefone.


Para a instituição ser atendida foi necessário que uma recepcionista desta casa que também não se conformasse com a negligência da presidência,, fosse lá pessoalmente para pedir a alguém que atendesse o telefone e nesta ocasião nosso presidente Jomateleno dos Santos Teixeira foi atendido pela Senhora Ana, muito prestativa, porém sequer sabia o nome completo do chefe de gabinete que disse se chamar Rafael e que o mesmo “estaria em reunião e depois entraria em contato”, fato que não acreditamos que irá acontecer, nem tão pouco que o mesmo estivesse na casa.

A instituição resolveu aguardar o prazo de 15 (quinze dias) dados para o presidente da ALEGO esclarecer o ocorrido e enquanto isto determinou aos seus diretores da FES-GO – Federação do Elo Social Goiás, que notifiquem pessoalmente todos os deputados da casa, através de ofícios físicos e posteriormente após os esclarecimentos do o presidente da casa se avaliará a necessidade ou não do Ajuizamento do Processo Criminal de Improbidade administrativa e também o de impeachment pela desídia profissional.


"PRÉDIO FANTASMA"


















80 visualizações0 comentário

댓글


bottom of page